Saúde do idoso: 4 exercícios para amenizar problemas respiratórios

Compartilhe este Post

Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp

Com o passar do tempo, ocorrem alterações na forma e no funcionamento de diversas estruturas de nosso corpo. Uma das áreas mais afetadas pelo envelhecimento é o sistema respiratório, responsável pelas trocas gasosas e pela oxigenação de todos os tecidos do organismo, além de fundamental para a saúde do idoso.

A chegada da terceira idade pode desencadear alterações como a perda da capacidade pulmonar, o enfraquecimento de músculos respiratórios (a exemplo do diafragma) e a redução das células de defesa do organismo no corpo do idoso. Por isso, todo cuidado é pouco para garantir a vitalidade e a manutenção desse sistema tão importante.

Felizmente, é possível tratar e prevenir alguns dos problemas mais comuns com a realização de atividades físicas periódicas — algumas próprias para a área e outras benéficas para o organismo como um todo. Quer conhecer essas doenças e 4 exercícios recomendados? Continue a leitura!

Quais problemas respiratórios mais atingem a saúde do idoso?

Antes de descobrirmos quais são os exercícios mais indicados para recuperar a saúde respiratória do idoso, é fundamental ficarmos por dentro dos principais problemas que atingem essa região e como eles ocorrem. Vamos lá?

Asma

As vias respiratórias são pequenos tubos que transportam o ar do meio externo até os nossos pulmões (e vice-versa). Por isso, é possível dizer que tais estruturas são essenciais para a qualidade de nossa respiração.

A asma ocorre quando as vias respiratórias inflamam, estreitam e incham, normalmente após entrarem em contato com alguma substância alérgena ou nociva. Essa é uma doença crônica, mas, felizmente, pode ser controlada com o manejo adequado.

Bronquite

Assim como as vias aéreas, os brônquios são pequenos tubos com a função de transportar oxigênio para os pulmões, mas de maneira ainda mais interna do que as primeiras estruturas. A bronquite ocorre quando eles inflamam, assim como na asma.

A origem da bronquite é viral, bacteriana, fúngica ou alérgica. Além disso, ela pode se apresentar nas formas aguda e crônica. Crianças e idosos são os grupos mais suscetíveis a esse problema.

Pneumonia

A pneumonia é, infelizmente, uma das principais causas de morte entre crianças e idosos em todo o mundo. Ela se caracteriza por uma grave infecção que acomete os pulmões, atingindo as vias áreas desses órgãos.

Assim como a bronquite, a pneumonia pode ter origem fúngica, viral e bacteriana, mas também é causada pela inalação de substâncias nocivas. Além disso, alguns problemas, quando não tratados adequadamente, podem evoluir para uma inflamação dos pulmões.

Alergias

O enfraquecimento natural do sistema respiratório, que ocorre com o avanço da idade dos seres humanos, nos deixa cada vez mais sensíveis a diversas substâncias. Por isso, as alergias são comuns entre os idosos.

Embora nem sempre evoluam para um quadro asmático, as alergias podem diminuir a qualidade de vida dos pacientes que sofrem do mal, trazendo grandes desconfortos e problemas respiratórios, como as tosses. Portanto, o cuidado com esse quadro é essencial.

Dispneia

A dispneia é conhecida popularmente como “falta de ar”. Esse problema acomete pessoas de todas as idades, mas é mais recorrente entre os idosos, por conta das alterações estruturais que ocorrem com o organismo à medida que envelhecemos.

Há diversas causas para o quadro, que podem envolver tanto problemas mais simples (como asma ou alergias) quanto doenças cardiovasculares, por exemplo. Por isso, é fundamental investigar a origem da falta de ar e tratá-la adequadamente.

Quais exercícios contribuem para a saúde respiratória do paciente idoso?

Agora que você já sabe quais são os problemas respiratórios mais comuns à saúde do idoso, chegou a hora de ver 4 exercícios indicados para fortalecer a região e prevenir ou tratar essas doenças. Acompanhe!

1. Natação

De certa forma, a natação pode ser considerada um dos esportes mais completos, pois trabalha e fortalece praticamente o corpo inteiro com o mínimo de impacto. Por conta disso, a prática é indicada para todas as faixas etárias, incluindo os idosos.

A capacidade respiratória é trabalhada diretamente durante as aulas de natação. Aos poucos, a musculatura da região é fortalecida e a capacidade dos pulmões se expande, favorecendo aquelas pessoas que têm problemas na área e fazendo com que possam se prevenir.

2. Hidroterapia

A hidroterapia é um ramo da fisioterapia que utiliza as águas para a realização das atividades. Por esse motivo, é também conhecida como fisioterapia aquática. A resistência natural da água auxilia na execução dos exercícios (que, assim como os da natação, trazem benefícios para todo o organismo).

Pontos como a melhora da pressão arterial e da circulação sanguínea são fundamentais para auxiliar na respiração. Além disso, a própria musculatura é trabalhada diretamente durante as sessões, o que contribui para o aprimoramento da capacidade respiratória.

3. Caminhada

A caminhada traz inúmeros benefícios para os idosos. Ela pode contribuir para a saúde óssea e articular, para a manutenção de um peso saudável e, também, para a diminuição da solidão e do isolamento social — infelizmente bastante recorrentes durante essa etapa da vida.

No entanto, uma vantagem pouco mencionada é a melhora da capacidade respiratória dos idosos que caminham com frequência. Por se tratar de um exercício contínuo e de baixo impacto, fica muito mais fácil manter a regularidade em sua prática e melhorar, pouco a pouco, a qualidade da respiração.

4. Fisioterapia respiratória

A fisioterapia respiratória é, como o próprio nome já indica, um ramo fisioterápico que visa tratar e prevenir problemas das vias respiratórias dos seres humanos. Por isso, ela pode ser praticada por pessoas de todas as idades, desde que contem com o auxílio de um profissional qualificado.

O conjunto de técnicas utilizado pelo fisioterapeuta é extremamente personalizado, ou seja, o tratamento ocorre de acordo com as necessidades de cada paciente. Os procedimentos são indolores e devolvem a capacidade respiratória e a qualidade de vida aos que o praticam.

Agora que você já sabe quais são os problemas respiratórios que mais acometem a saúde do idoso e está ciente dos exercícios mais utilizados para tratá-los e preveni-los, não deixe de buscar ajuda especializada para dar início a essas práticas! O acompanhamento de um profissional é essencial para garantir o sucesso dos procedimentos e garantir um envelhecimento saudável.

Quer saber ainda mais sobre o assunto? Confira, agora, quais são os 6 principais cuidados a serem tomados com os idosos no inverno, estação do ano em que os problemas respiratórios se tornam mais comuns. Boa leitura!

Conte-nos o que achou

Descubra muito mais

Nossa equipe de especialistas em cuidados com idosos prepararam posts com orientações, informações e curiosidades sobre diversos assuntos.

Ligue já e solicite seu orçamento

Temos certeza que podemos lhe ajudar, por gentileza entre em contato.

Possuimos uma ampla experiência com cuidadores de idosos em domicílio. Focada no gerenciamento de profissionais cuidadores e na saúde da pessoa assistida, nos tornamos referência no que fazemos.

Copyright ©2021 – GUARDIOES DE VIDAS ASSITENCIA A SAUDE LTDA – CNPJ: 01.866.035/0001-70
Todos os direitos reservados | Desenvolvido por Denis Almeida