Qual a importância do pilates na terceira idade?

Compartilhe este Post

A prática de pilates na terceira idade traz benefícios clínicos, psicológicos e até mesmos financeiros. Isso porque, essa atividade física é fundamental e recomendada por especialistas, visando à manutenção da saúde e à prevenção de problemas futuros.

O que poucos sabem, no entanto, é que as atividades físicas devem ser mantidas durante todas as etapas de nossas vidas. Por isso, o pilates na terceira idade é uma boa alternativa para manter idosos sempre ativos.

O método pilates é utilizado ao redor de todo o planeta e conta com resultados muito satisfatórios na promoção da saúde e da qualidade de vida de pessoas de todas as idades. No caso dos idosos, os benefícios não são diferentes e a prática é conhecida por melhorar muito o dia a dia dessas pessoas.

Mas afinal, o que é o pilates? Como essa prática funciona? Qual é a sua origem? Quais benefícios são sentidos pelos idosos que praticam os exercícios propostos? Continue a leitura e descubra a resposta para todas essas perguntas!

O que é o pilates?

O pilates é um método de exercícios físicos focados na força, equilíbrio, flexibilidade e resistência muscular. Ele se diferencia da maioria das atividades físicas por ser extremamente seguro e de baixo impacto, o que acarreta em chances muito menores de lesões. Está intimamente atrelado à disciplina e à conexão com a mente, sendo também um poderoso aliado para o espírito dos praticantes.

A história desse exercício começou em 1883, na Alemanha, com o nascimento de seu idealizador, Joseph Pilates. Na infância, Joseph sofreu com diversos problemas de saúde, como asma e raquitismo. Tais dificuldades o levaram a ser um ávido estudante das atividades físicas, que o fizeram chegar à idade adulta recuperado da maioria das queixas.

Durante a Primeira Guerra Mundial, quando ficou internado na Inglaterra, Joseph desenvolveu métodos que auxiliaram os pacientes acamados a praticarem exercícios. A recuperação rápida dos soldados fez com que seu método ficasse conhecido em todo o mundo, ganhando cada vez mais adeptos.

Quais são as principais características do método pilates?

Como podemos perceber, o pilates é um método diferenciado e que revolucionou a prática de atividades físicas no mundo todo. Ele é muito focado na consciência corporal e seus praticantes desenvolvem a força ao utilizar, na maior parte das vezes, o peso do próprio corpo.

Apesar disso, o pilates conta com o auxílio de ferramentas específicas, como é o caso da bola estabilizadora. Seu foco, no entanto, está na utilização do corpo como principal elemento para a realização dos exercícios propostos.

Os pilares da prática contam fundamentos, tais como:

  • concentração;
  • precisão;
  • controle;
  • disciplina;
  • foco;
  • respiração;
  • movimentação.

Com isso, já é possível notar alguns dos benefícios trazidos pela prática para idosos, não é mesmo? Continue a leitura e descubra mais alguns deles!

Quais são os benefícios trazidos pelo pilates na terceira idade?

Chegou a hora de ficar por dentro dos principais benefícios trazidos pela prática regular de pilates para a vida dos idosos. Continue lendo!

Melhora da capacidade respiratória

Com o passar do tempo, é muito comum que boa parte dos idosos apresente problemas e doenças específicas do sistema respiratório. Isso acontece por uma série de fatores, como a queda da imunidade ou a perda natural de força e elasticidade dos músculos respiratórios.

Um dos focos do pilates é, justamente, promover uma respiração intensa e consciente, que oxigena todos os tecidos do corpo. Durante os exercícios, é necessário prestar uma atenção extra a esse movimento, normalmente involuntário. Aos poucos, os músculos respiratórios se fortalecem e a capacidade pulmonar é expandida.

Além disso, durante os exercícios, os idosos aprendem a inspirar e expirar lentamente, o que facilita a troca gasosa nos pulmões e promove um relaxamento ao final de cada atividade. Esse processo diminui a ansiedade e propicia bem-estar após a aula.

Alívio da dor

A área do pilates que busca reduzir dores e desconfortos é conhecida como pilates terapêutico e é, sem sombra de dúvidas, muito eficaz na luta contra os processos inflamatórios do nosso sistema musculoesquelético. E em algumas situações, os médicos aconselham inicialmente a prática, antes de instituir qualquer terapia medicamentosa.

A postura inadequada e o cansaço do dia a dia são os principais responsáveis por muitas das dores que os idosos sentem, além, é claro, do desgaste natural de ossos e articulações. O pilates é uma atividade de baixo impacto, o que significa que tratará desses problemas de modo sutil e sem riscos de lesões.

Nesses casos, os fisioterapeutas indicarão exercícios específicos para combater, amenizar ou fortalecer a estrutura musculoesquelética que está mais fraca. Também é comum que, após a sessão, os profissionais façam massagens para intensificar o processo terapêutico.

Diminui os níveis de estresse

Você provavelmente já ouviu falar sobre a meditação, certo? Embora sejam práticas muito diferentes, ela e o pilates têm pontos em comum, como a necessidade de concentração e o contato mais íntimo com nós mesmos.

A atenção com os movimentos respiratórios e corporais promove um relaxamento generalizado nos praticantes do pilates. Além disso, a consciência corporal faz com que nos sintamos mais em sintonia com o mundo a nosso redor, reduzindo o estresse de modo considerável.

Outro benefício considerado no pilates para a terceira idade é a satisfação após realizar um exercício, principalmente quando o nível de exigência aumenta. Esse processo libera maiores níveis de neurotransmissores excitatórios, causando euforia e bem-estar.

Mantém o peso corporal saudável

Atualmente, a obesidade é um dos problemas de saúde mais sérios em nossa sociedade. A população mundial apresenta cada vez mais sobrepeso, o que pode ser muito nocivo para todos os órgãos, como ossos e articulações.

Embora o pilates não seja uma atividade aeróbica (como caminhar ou andar de bicicleta), ele também auxilia no gasto calórico e promove a troca de gordura por massa magra, auxiliando no emagrecimento e na manutenção do peso saudável.

Melhora do equilíbrio

Um dos principais problemas enfrentados pelos idosos é a perda gradual do equilíbrio. Essa situação pode acarretar em situações sérias, como as quedas, que podem trazer muito prejuízo para a saúde das pessoas da terceira idade, como a menor mobilidade.

Felizmente, é possível contar com o pilates para auxiliar nesse ponto. Com exercícios de consciência corporal e fortalecimento de músculos de todo o corpo, o equilíbrio é desenvolvido de modo favorável e as quedas se tornam cada vez menos frequentes.

Para tanto, o idoso deve esclarecer aos profissionais, durante a aula de pilates, sintomas relacionados à possível queda de pressão arterial (hipotensão postural), ou condições físicas (histórico de lesões nas articulações, pós-operatório de cirurgias etc.) para evitar exercícios que impactam nas regiões do corpo já comprometidas.

Desenvolve uma maior autoestima

Com todas essas vantagens, fica fácil perceber que a autoestima dos idosos pode ser muito beneficiada com a prática do pilates, certo? A promoção de uma maior qualidade de vida e a redução de dores e desconfortos faz com que o idoso se sinta mais confortável em sua própria pele.

Em longo prazo, isso possibilita melhoras na interação social e na redução do isolamento, fazendo com que o paciente saia mais de casa e ganhe autonomia e independência, além de muito mais conforto e felicidade.

Corrige a postura

A prática de pilares na terceira idade fortalece a musculatura que sustenta a coluna vertebral, o que melhora muito a postura, processo tão desgastado na velhice. Com os exercícios direcionados para a coluna, os idosos relatam que as dores na região lombar diminuem significativamente.

Outro sintoma bem percebido pelos idosos é o retorno da postura correta, porque muitos indivíduos vão se curvando ao longo da vida como um mecanismo adaptativo da idade, o que provoca muitas dores.

Aumenta a flexibilidade

A prática de pilates na terceira idade aumenta a flexibilidade dos membros e garante disposição para as atividades diárias, diminuindo, assim, a dependência para tarefas cotidianas sem complexidade.

Essa flexibilidade é fruto de exercícios direcionados às carências da musculatura mencionadas previamente durante a anamnese do fisioterapeuta ou conforme relatório de encaminhamento médico.

Melhora a atenção

A concentração para realizar o pilates é um dos requisitos fundamentais para executar corretamente cada exercício. Por isso, é um momento em que os idosos necessitam de mais atenção e direcionamento da força para a execução das atividades.

Dessa forma, esses indivíduos adquirem a capacidade de reter informações mais relevantes, ou seja, memória mais aguçada, elevando a atenção nos movimentos que exigem cuidados e concentrando os esforços para realizar a tarefa corretamente.

E com o passar do tempo nessa prática, os idosos adquirem mais resistência muscular para executar atividades aeróbicas, como caminhadas, hidroginástica, natação, esportes coletivos etc., complementando os requisitos para a boa saúde.

Proporciona bem-estar

À medida que o pilates se torna algo periódico para a terceira idade, os benefícios são observados em todos os aspectos. Os idosos se sentem mais realizados, autônomos e alçam novas oportunidades de exercício físico.

A melhora na autoestima observada pela redução ou eliminação de dores decorrente de problemas posturais, sedentarismo e outros é substituída por benefícios clínicos que aumentam a longevidade do indivíduo.

A prática de pilates na terceira idade é fortemente recomendada por especialistas e muito apreciada pelos idosos devido às vantagens nessa atividade. Dentre elas podemos citar: o fortalecimento muscular, o reforço do equilíbrio postural, a maior disposição para atividades e o aumento da interação social com indivíduos da mesma faixa etária, melhorando aspectos clínicos e psicológicos.

Então, gostou de descobrir quais são as vantagens da prática de pilates na terceira idade e de conhecer um pouco mais sobre esse assunto? Agora, basta procurar um profissional qualificado para auxiliá-lo nessa atividade tão benéfica para o corpo e a alma!

Gostou deste artigo? Quer ficar por dentro de notícias sobre envelhecimento saudável na terceira idade? Então, não deixe de nos seguir nas redes sociais. Estamos no FacebookYouTubeTwitter e LinkedIn!

Conte-nos o que achou

Descubra muito mais

Nossa equipe de especialistas em cuidados com idosos prepararam posts com orientações, informações e curiosidades sobre diversos assuntos.