0

Durante o envelhecimento o corpo sofre uma série de transformações que modificam, também, as necessidades de nutrição do idoso. Uma boa alimentação é fator determinante para a manutenção da saúde e para o suprimento das carências de nutrientes que podem surgir nessa fase da vida.

Por isso, entender quais são as dificuldades pelas quais o organismo do idoso passa — e como os alimentos que ele consome são importantes para ajudá-lo a superá-las — é o primeiro passo para que a pessoa tenha uma melhor qualidade de vida, permanecendo mais saudável, feliz e bem-disposta.

Pensando nisso, criamos este conteúdo para orientar você na missão tão importante de melhorar a qualidade da alimentação dos idosos que você ama. Continue lendo e descubra quais são as suas principais necessidades nutricionais, qual a função de cada nutriente no organismo e em quais alimentos podem ser encontrados. Confira!

Quais são as necessidades nutricionais do idoso?

A maioria dos nutrientes é necessária em todas as fases da vida de uma pessoa, no entanto, de acordo com a faixa etária em que se encontra, o organismo pode apresentar diferentes níveis de dependência de cada um deles. Para os idosos, os que não podem faltar de modo algum são os que você verá nos tópicos a seguir.

Cálcio

Esse mineral é um dos principais nutrientes necessários para o corpo do idoso, principalmente no que diz respeito à constituição dos ossos — que se tornam mais frágeis nessa época da vida. Inclusive, há maior ocorrência de doenças como osteoporose. 

Os dentes e os movimentos de relaxamento e contração muscular também são beneficiados pelo cálcio. Ele pode ser encontrado em alimentos como:

  • leite e derivados, como o iogurte, o queijo e a manteiga;
  • verduras com um tom mais escuro de verde, como a couve e o espinafre;
  • alguns tipos de peixes, como o bacalhau e a sardinha.

Ferro

A anemia é comum em pessoas com mais de 65 anos. Na verdade, 10% delas apresentam esse quadro, que pode ser evitado com o consumo adequado do Ferro, reforçando o sistema imunológico. Esse nutriente é encontrado em:

  • carnes vermelhas, especialmente o fígado bovino;
  • feijão;
  • ervilhas frescas;
  • espinafre.

Zinco

O Zinco também age no fortalecimento do sistema imunológico, ajuda a preservar os sentidos como a visão e a audição e, ainda, atua na produção de anticorpos. Esse mineral também não pode faltar na nutrição do idoso. Ele pode ser encontrado nos seguintes alimentos:

  • carne vermelha, principalmente no fígado bovino;
  • gérmen de trigo e grãos integrais;
  • castanhas de todos os tipos.

Fibras

Muitas pessoas pensam que as fibras só servem para prevenir a constipação intestinal, porém, esse nutriente vai muito além disso. Ele também ajuda na prevenção de diabetes, câncer de intestino e, até mesmo, de doenças cardiovasculares. Elas podem ser encontrada em:

  • frutas com bagaço, como a laranja;
  • cereais como o trigo, a aveia, o centeio e a cevada;
  • grãos como o feijão e o grão-de-bico.

Ômega 3

O ômega 3 também é conhecido como a “gordura do bem”. Ele ajuda, principalmente, na prevenção de problemas cardiovasculares. Contudo, também beneficia o sistema imunológico e há quem diga que auxilia até no emagrecimento. Ele é encontrado nos alimentos a seguir:

  • peixes como o salmão e a sardinha;
  • sementes como a linhaça e a chia;
  • folhas escuras como a couve, o espinafre e o brócolis.

Vitamina D

A absorção de alguns dos nutrientes que você viu até agora, como o cálcio, depende da presença da vitamina D no organismo. E essa é a mais barata e fácil de ser encontrada de todas elas! Para manter o organismo abastecido de vitamina D basta um banho de sol de 5 a 30 minutos — claro que com a devida proteção.

Existem também alguns alimentos que conseguem suprir, no máximo, até 20% dessa vitamina no organismo. São eles:

  • cogumelos;
  • suco da laranja;
  • sardinha;
  • derivados de leite.

Vitamina C

A vitamina C é famosa pela sua atuação na prevenção e no tratamento de gripes e resfriados, porém, essa não é a sua única função no organismo. Ela também ajuda na absorção do Ferro e é importante para a cicatrização, por exemplo, de feridas e cortes. Por isso, é aconselhável que seja consumida no pré e pós-operatórios. Ela é encontrada em:

  • frutas cítricas, especialmente o limão, a laranja e a acerola;
  • legumes como a cenoura e o quiabo;
  • verduras como o brócolis e a alface.

Vitamina B6 e B12

A vitamina B6 atua nas funções cognitivas, por exemplo, na preservação da memória. Já a B12 tem a importante função de ajudar na formação das hemácias, responsáveis por transportar o oxigênio por todas as partes do corpo — e, de quebra, ainda ajuda nas funções do trato gastrointestinal. Elas são encontradas nos alimentos que você verá a seguir:

  • aves, peixes e carnes vermelhas, especialmente, no fígado bovino;
  • grãos integrais como trigo, aveia, quinoa e arroz integral;
  • ovos;
  • frutas como o abacate e a banana;
  • leguminosas e grãos como feijão, lentilha, grão-de-bico e ervilhas.

Como garantir a qualidade da alimentação nessa faixa etária?

Para garantir uma boa alimentação para o idoso, é preciso que se criem cardápios balanceados. Para isso, contar com a ajuda de profissionais de nutrição é uma excelente opção. Ademais, a comida deve ser saborosa e visualmente atrativa para estimular o idoso a se alimentar melhor.

Quais os benefícios do cuidado com a nutrição do idoso?

Uma boa nutrição do idoso traz benefícios como a prevenção de doenças, o auxílio no tratamento de condições debilitantes, a melhora do humor ― afinal, ninguém fica feliz quando está fraco e com fome ― e muito mais qualidade de vida.

Como você pôde ver, manter uma boa nutrição do idoso só apresenta vantagens, tanto para ele quanto para as pessoas a sua volta, que passam a conviver com alguém mais feliz e disposto. Por outro lado, a deficiência de nutrientes é capaz de provocar sérios danos à saúde, inclusive, acelerando o desenvolvimento de algumas doenças e o próprio envelhecimento.

Por isso, é de extrema importância contar com a ajuda de profissionais qualificados para lidar com as questões envolvidas na nutrição do idoso. Entre em contato conosco e saiba como podemos ajudar você nessa tarefa tão importante para a vida de quem você ama!

Gostou do Blog? Deixe uma uma resposta

Está de saída?

Assine nossa newsletter
e seja o primeiro a saber
sobre nossos blogs e
outras novidades.
inscrever-se
close-link
WhatsApp Logo