Entenda a importância da socialização na terceira idade

Compartilhe este Post

Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp

Com o aumento de idosos no Brasil, muitas questões pertinentes são abordadas, como a socialização na terceira idade e a mudança na forma de olhar para o idoso, não enxergando-o como alguém mais velho, dependente e sem perspectivas. Essa transformação de paradigmas tem como objetivo oferecer a essas pessoas uma velhice com qualidade e bem-estar.

A terceira idade é uma etapa, assim como qualquer outra fase da vida humana, na qual o idoso encontra-se inserido, e que requer certos cuidados específicos para uma boa adaptação ao meio. Entre eles, incentivar a autonomia é extremamente importante para evitar o isolamento social e proporcionar uma visão ampla das reais necessidades dos idosos na atualidade.

Então, quer obter mais informações sobre a importância de favorecer a socialização e o convívio social ativo do idoso? Então, não deixe de ler este post, pois ele abordará essa questão de forma bem atualizada. Confira!

Qual a importância da socialização na terceira idade?

Nas últimas décadas, o envelhecimento populacional vem aumentando rapidamente devido a uma série de fatores, configurando-se como um grande desafio para a atualidade.

A socialização é algo fundamental em todas as etapas da vida. Entretanto, ao atingir a terceira idade, alguns obstáculos interferem no bem-estar. É claro que, diante desse quadro, há um estereótipo de que eles não conseguem isso ou aquilo, levando a uma generalização banal e esquecendo que cada pessoa é única e apresenta as suas potencialidades. 

Portanto, oportunizar ao idoso a socialização com autonomia, significa valorizar toda sua experiência para que ele possa se sentir útil, motivado a viver com qualidade e realizar aquilo que é possível, sem constrangimento, afugentando ou amenizando as mazelas da idade.

Como aumentar a interação social dos idosos?

A própria família poderá dar o ponta pé inicial e começar a promover situações que estimulem a interação do idoso. Nesse sentido, convidar seus parentes e amigos para refeições regulares, assistir a um bom filme juntos ou um simples café algumas vezes na semana, contribui para a formação de vínculos, diminui o isolamento e favorece a interação. 

Para idosos mais despojados, pode-se aplicar outras ações, como: 

  • incentivá-los a participar de organizações locais, bibliotecas e centros comunitários;
  • convidá-los para participar de serviços voluntários em que eles podem desenvolver um bom serviço;
  • propor a troca de livros com os amigos;
  • realizar mutirão para jardinagem e tricô.

São ideias de atividades relativamente simples, mas que apresentam resultados interessantes.

E os idosos com alguma limitação?

Vivemos na era digital, época em que a tecnologia se apresenta como possibilidade de transformação com muitas novidades e certamente tem atividades adequadas ao idoso com limitações. Veja algumas delas:

  • escolas de informática e diversos grupos focados em ensinar idosos a utilizar dispositivos móveis, como computadores, tablets e celulares;
  • a família do idoso pode convidar amigos e outros parentes para desenvolverem atividades compartilhadas;
  • organização de campeonatos com jogos e quebra-cabeça;
  • promoção de encontros com a participação de toda família, quando possível;
  • organização de algum tipo de apresentação teatral no conforto de sua casa;
  • realizar atividades dinâmicas é uma boa oportunidade de interação e descontração.

Sempre que possível, solicitar a ajuda do idoso, valorizando a sua experiência. Isso deixa-o mais feliz, bem-humorado e evita o estado apático que muitos assumem. 

Quais os benefícios do lazer e da interação na terceira idade?

Uma das modificações bem visíveis que acontece na vida social dos idosos é o tempo livre em maior quantidade. No entanto, não deixar esse tempo ocioso é fundamental para evitar a apatia, o isolamento, a tristeza, entre outros fatores prejudiciais.

O lazer é considerado pelos cientistas como sendo o tempo que cada um doa para si. Representa ocupações não obrigatórias às quais o sujeito se entrega por prazer. Não importa a modalidade: seja para brincar, repousar ou competir, a realização desinteressada propicia a sensação de bem-estar.

Diante desse contexto, o lazer passa ser extremamente importante para o idoso, pois preenche o vazio ocasionado pela falta de atividades, especialmente para os que já se aposentaram. Com o processo de envelhecimento, surgem novos interesses e preferências referentes ao lazer, o que favorece a socialização na terceira idade.

Quais outras atividades favorecem a socialização dos idosos?

Independentemente da idade, o convívio social faz bem a todos. Mas, para os idosos, a socialização ativa no meio ambiente ou em atividades familiares pode trazer mais benefícios e bem-estar. Pequenas atitudes e simples programações podem propiciar resultados significativos para o idoso.

Musicoterapia

Quem não gosta de música, não é mesmo? A musicalização ou musicoterapia é uma atividade importante para a socialização do idoso.

Arteterapia

Ajuda a desenvolver a criatividade e a expor os sentimentos e emoções por meio da produção artística. Pode trazer benefícios, como autoconhecimento, a reabilitação de movimentos, o desenvolvimento de novas habilidades e o principal deles, a interação social.

Terapia Ocupacional

Muito usadas em hospitais e casas de repouso, são atividades benéficas, pois permitem trabalhar tanto o corpo quanto a mente, especialmente na terceira idade.

Escolas abertas

Algumas escolas e universidades têm ampliado cursos voltados para os idosos com a intenção específica de promover a socialização e a troca de experiências, tão importante na terceira idade.

Esportes e dança

De forma geral, uma das funções é a interação social e com os idosos mais ainda. A instalação de academias ao ar livre, voltadas principalmente para a terceira idade, é uma maneira de promover a socialização e a aproximação de pessoas de diferentes gerações.

A terceira idade exige cuidados diferenciados para homens e mulheres?

O envelhecimento é um processo natural para qualquer pessoa, sendo indiferente o sexo, a posição social, a etnia e a nacionalidade. Portanto, não há distinção: a socialização pode beneficiar homens e mulheres, já que ambos merecem viver com qualidade e dignidade.

Após a aposentadoria, muitos se afastam do convívio social, perdem o contato com os colegas e tornam-se cada vez mais introspectivos. Nessa fase de transição, a socialização, o acolhimento, tanto para os homens quanto as mulheres, é de extrema importância para que não se sintam inúteis e não estejam suscetíveis a doenças de cunho emocional.

O post de hoje abordou a socialização na terceira idade como algo fundamental para a sobrevivência do idoso, além de alguns dos segredos da longevidade e de como ter uma vida social ativa e produtiva.

Portanto, é extremamente relevante valorizar o seu idoso ou idosa e promover ações que permitam a sua inserção social, dando voz e vez ao seu momento. Afinal, atingir a terceira idade significa chegar ao ápice de sua existência.

Então, gostou do material? Despertou em você o desejo de viver com mais qualidade, preparando-se para uma velhice mais feliz e ativa? Quer continuar lendo e informando-se sobre a fase mais interessante da vida? Então, conheça 5 dicas essenciais sobre como auxiliar a memória dos idosos!

Conte-nos o que achou

Descubra muito mais

Nossa equipe de especialistas em cuidados com idosos prepararam posts com orientações, informações e curiosidades sobre diversos assuntos.

Ligue já e solicite seu orçamento

Temos certeza que podemos lhe ajudar, por gentileza entre em contato.

Possuimos uma ampla experiência com cuidadores de idosos em domicílio. Focada no gerenciamento de profissionais cuidadores e na saúde da pessoa assistida, nos tornamos referência no que fazemos.

Copyright ©2021 – GUARDIOES DE VIDAS ASSITENCIA A SAUDE LTDA – CNPJ: 01.866.035/0001-70
Todos os direitos reservados | Desenvolvido por Denis Almeida