Como adaptar um quarto para idoso? Saiba mais aqui

Compartilhe este Post

Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp
Quando as pessoas ficam mais velhas, elas precisam de mais conforto. Por isso, é ideal que se tenha em casa um quarto adaptado para idoso, que além de aconchego, ofereça segurança para ele. Isso se faz necessário porque é comum que acidentes aconteçam com idosos, principalmente quando não há um ambiente adequado em casa.

Além disso, estar em um ambiente agradável e acolhedor, garante conforto psicológico, que é essencial para a melhora da qualidade de vida dessas pessoas. Porém, como criar um quarto para idoso confortável e alegre? É exatamente sobre isso que falaremos neste post. Acompanhe!

Garanta a acessibilidade dos idosos

Construir um cômodo adaptado para uma pessoa da terceira idade não significa criar um ambiente hostil e sem vida. Muito pelo contrário, o espaço deve ser decorado de uma forma alegre, além de atender a todas as necessidades do idoso.

No entanto, pessoas longevas têm ossos frágeis, e uma simples queda pode ocasionar uma fratura que pode demorar meses e meses para cicatrizar. Além disso, eles podem ter limitações na hora de se locomover.

Por isso, você precisa pensar na altura dos móveis do quarto para idoso. Ela deve ser condizente com as limitações e possibilidades do indivíduo para que ele possa acessar todas as áreas e realizar suas tarefas básicas sem problemas.

Escolha os móveis com cuidado

A cama é o item mais importante de um ambiente bem adaptado para o idoso. Então, ela deve ser escolhida com cuidado, pois um modelo ruim vai afetar o sono e a qualidade de vida da pessoa. Caso se trate de uma pessoa doente ou com dificuldade de locomoção, uma cama articulada é a mais adequada para garantir conforto e segurança.

O colchão ortopédico é o mais indicado para quem já está com idade avançada. No mais, uma poltrona confortável, ou um sofá que possa, ser inclinado são boas alternativas para deixar o quarto mais aconchegante.

Porém, se você optar por uma cama comum, fique atento à altura do móvel. Ela deve ser baixa, de forma que ofereça segurança na hora de o idoso deitar e se levantar. O restante dos móveis deve ter uma altura adequada para que o idoso consiga pegar os objetos sem precisar de esforço.

Fique atento à iluminação do quarto para idoso

Durante a noite, é comum que o idoso precise se levantar para ir ao banheiro, tomar água ou ingerir algum medicamento. Por isso, o quarto para idoso deve ser bem iluminado: isso evita que a pessoa passe por ocasionais tropeços e quedas. Para garantir mais conforto ao idoso, opte por lâmpadas fluorescentes ou anti-ofuscantes, pois elas apresentam melhor luminosidade, se comparadas às lâmpadas comuns.

A instalação de sensores e luzes automáticas também podem ser soluções bem práticas. Esses dispositivos facilitam bastante a locomoção à noite, visto que o idoso não precisará se deslocar até o interruptor para acionar a energia elétrica. Basta que faça um sinal ou simplesmente se movimente, e as luzes já se acendem!

Se isso não for uma possibilidade viável no momento, é importante também ficar atento à altura dos interruptores e à posição desses itens dentro do quarto. O ideal é que fiquem próximos à cama. Assim, o idoso não precisa se levantar no escuro para acender as luzes.

Perto da cama também podem ser colocados abajures, o que facilitará na hora de tomar remédios ou ler um livro, por exemplo. Quanto à cor das paredes, escolha as tonalidades mais abertas, pois elas deixam o ambiente com boa sensação de claridade, principalmente durante o dia.

Deixe os objetos mais usados ao alcance das mãos

Alguns objetos precisam estar ao alcance das mãos do idoso, como controles da TV, do ar-condicionado, lenços e garrafas de água. Por isso, é sempre bom colocar um criado-mudo próximo à cama, desde que ele não atrapalhe a movimentação do morador.

Lá deve ficar os itens que ele mais utiliza, medicamentos de emergência e um telefone. Assim, caso alguma coisa aconteça enquanto ele estiver sozinho, será bem mais fácil pedir ajuda.

Cuide para que o clima no quarto seja agradável

Um quarto adaptado para idoso deve ser confortável. Como a pessoa pode passar a maior parte do dia nesse canto da casa, o ideal é que o ambiente seja bem ventilado. Por isso, o quarto deve ter janelas grandes. Esse detalhe garante um ambiente mais arejado durante o dia.

Para evitar que os raios de sol entrem com muita intensidade no quarto, você pode colocar uma película protetora nos vidros. Além disso, os vidros das janelas devem ser projetados para que não haja ruídos, principalmente durante a noite. Muitos barulhos prejudicam uma boa noite de sono.

Colocar persianas nas janelas é uma boa opção para deixar o quarto mais ventilado e agradável. Se você mora em uma região muito quente, o ar-condicionado ajuda a manter a temperatura do quarto agradável e oferece mais conforto ao idoso.

Zele pela segurança do ambiente

A segurança é fundamental e, por isso, alguns pontos devem ser considerados na hora de criar o quarto para idoso. Os pisos devem ser antiderrapantes, pois eles proporcionam mais aderência na hora de caminhar. Para que o idoso consiga se levantar da cama com mais tranquilidade e firmeza, você pode colocar barras de apoio nas laterais.

As portas devem ser grandes o suficiente para que a pessoa consiga transitar tranquilamente de cadeira de rodas. Os móveis com cantos arredondados oferecem menos riscos de a pessoa se machucar enquanto se locomove pelo ambiente. Além disso, deve-se evitar o uso de tapetes pelo quarto, pois eles facilitam as quedas.

Por fim, evite colocar objetos importantes no alto. Ele pode se sentir tentado a subir em algum lugar para alcançar algo ou tentar puxar o item, aumentando muito o risco de acidentes. É claro que tudo isso vai depender das limitações do morador — quanto mais independência e vitalidade ele tiver, menores as especificidades dos cuidados.

Preste atenção na circulação entre o quarto e o banheiro

O banheiro deve ficar próximo ao quarto para evitar que a pessoa idosa tenha que caminhar muito caso precise fazer suas necessidades fisiológicas. Além disso, o trajeto para o idoso se locomover até lá deve ser simples, por isso, acessórios como corrimãos ajudam muito.

Procure fazer um caminho direto e sem obstáculos. Precisar passar por muitas portas, contornar móveis e transpor tapetes e irregularidades no piso, por exemplo, pode dificultar bastante a vida dessas pessoas.

O banheiro também precisa ser bem planejado. Ele deve ter bastante espaço, principalmente no caso de a pessoa ser cadeirante. Além disso, é ideal que o box tenha um banco para que o idoso possa tomar banho sentado. Colocar barras de apoio nas paredes para ajudar na mobilidade oferece maior segurança para realização da higiene diária.

Adapte o restante da casa para oferecer mais segurança ao idoso

Embora a adaptação do quarto seja a mais importante da casa, não é só ele que deve sofrer alterações para oferecer mais conforto ao idoso. Isso porque, ao longo do dia, a pessoa transitará pelo restante da casa. Portanto, os outros cômodos também devem ser adaptados.

A casa não deve ter escadas. Pessoas idosas sentem dificuldade em subir e descer degraus. Procure corrigir irregularidades no piso para evitar tropeços e dispense o uso de tapetes. No mais, caso você tenha alguém para cuidar de seu parente idoso, é aconselhável que essa pessoa tenha um quarto bem próximo ao dele.

Caso não seja possível, deve haver um sofá-cama ou uma cama extra no mesmo ambiente que o idoso dorme.

Considere os desejos do idoso

Muitas vezes, as pessoas de mais idade parecem tão frágeis que você pode se sentir tentado a tomar decisões sem consultá-las. Elas eventualmente demoram um pouco mais para raciocinar, podem ser um pouco teimosas e ligeiramente infantis.

Entretanto, é essencial que você saiba que, embora esteja cuidando daquela pessoa, ela não é uma criança. Trata-se de uma pessoa que já viveu muitas experiências e sua vontade deve ser respeitada.

Se você quer criar um espaço confortável para que elas vivam bem, é essencial que considere seus desejos pessoais na hora de montar o quarto. Pense que aquela pessoa já viveu uma vida inteira e, por isso, certamente tem alguns hábitos, objetos queridos e reúne muitas histórias. Respeite a vivência dos idosos e procura incluí-los na organização do novo ambiente.

Crie um espaço bonito e agradável

Outro ponto importante é que o ambiente para o idoso deve ser aconchegante, bonito e confortável. Muitas vezes, você vai precisar transformar um espaço em um quarto. Seja por ser próximo ao banheiro, ou por ser o único cômodo disponível no andar térreo.

Entretanto, não é por isso que você vai fazer as coisas de qualquer jeito. O espaço deve ser arejado, estar em boas condições, limpo e muito bem organizado. Quanto mais agradável for o local, maiores as possibilidades de o idoso se sentir amado, protegido e ter uma velhice mais saudável e feliz.

Como você viu, pensar nas modificações para o quarto para idoso exige planejamento. Em primeiro lugar, analise quem é a pessoa que morará ali e quais as suas reais necessidades. Escolha móveis de altura correta e procure criar um espaço seguro, arejado e alegre. Não se esqueça ainda que você deve adaptar também o restante da casa. Caso contrário, o idoso pode cair e se machucar gravemente.

Pronto para proporcionar um ambiente confortável e mais acolhedor para idosos? Continue navegando em nosso blog e descubra como adaptar a sua casa inteira para receber uma pessoa de idade avançada.

Conte-nos o que achou

Descubra muito mais

Nossa equipe de especialistas em cuidados com idosos prepararam posts com orientações, informações e curiosidades sobre diversos assuntos.

Ligue já e solicite seu orçamento

Temos certeza que podemos lhe ajudar, por gentileza entre em contato.

Possuimos uma ampla experiência com cuidadores de idosos em domicílio. Focada no gerenciamento de profissionais cuidadores e na saúde da pessoa assistida, nos tornamos referência no que fazemos.

Copyright ©2021 – GUARDIOES DE VIDAS ASSITENCIA A SAUDE LTDA – CNPJ: 01.866.035/0001-70
Todos os direitos reservados | Desenvolvido por Denis Almeida