0

Diante da importância do serviço realizado por este profissional, saber onde e como contratar um cuidador de idosos é essencial. Isso porque a prática dessa profissão exige habilidades específicas que excedem a sala de aula, pois são inerentes à personalidade de quem escolhe atuar nessa área.

Amor, paciência, solidariedade, altruísmo e resiliência são alguns substantivos abstratos, mas que se transformam em concretos no cotidiano de quem trabalha com idosos.

Nesse sentido, se você está em busca de um profissional para cuidar de um familiar ou de um amigo que necessita de amparo, convém avaliar alguns critérios que são fundamentais na hora da contratação. Para tanto, continue a leitura e confira as sugestões que podem direcionar a sua escolha. Boa leitura!

Quais as principais funções desse profissional?

Dados recentes do IBGE apontam uma clara tendência de envelhecimento demográfico da população brasileira: o número de idosos aumentou 14,3% nos últimos 10 anos. Essa nova realidade social brasileira sinaliza o crescimento de oportunidades para várias profissões relacionadas à saúde e ao cuidado com pessoas da terceira idade.

Tendo isso em vista, conhecer a função do cuidador adquire uma considerável relevância para as famílias que precisam desse serviço. O cuidador de idosos atua tanto em residências como em instituições. Além disso, ele também pode acompanhar crianças e jovens — principalmente os portadores de necessidades especiais — e auxiliar pessoas em pós-operatório.

Confira adiante as atribuições mais comuns que podem ser realizadas por esse profissional:

  • administrar medicações no horário correto;
  • caminhar ou realizar passeios com o idoso;
  • orientar sobre hábitos de higiene adequados;
  • promover meios de estimular a vida social do idoso;
  • fazer companhia ao idoso, em casa ou em viagens;
  • aferir pressão arterial ou glicemia, quando necessário;
  • organizar objetos pessoais como roupas, calçados e demais utensílios;
  • zelar pela aparência do idoso e promover ações que melhorem a sua autoestima;
  • acompanhar o idoso em consultas médicas, durante a realização de exames ou de outros procedimentos clínicos;
  • promover o controle de situações delicadas como crises de ansiedade ou de depressão;
  • auxiliar e orientar o idoso sobre a alimentação mais adequada ou conforme a prescrição do médico ou do nutrólogo.

Quais as características mais exigidas nessa profissão?

Paciência

Ter paciência e controle das situações é essencial, pois o cotidiano do idoso exige esse cuidado. Muitas vezes, podem surgir situações difíceis de lidar, que exigirão que o profissional tenha essa habilidade.

Compreensão

O cuidador precisa compreender as eventuais limitações do idoso e auxiliá-lo no que for preciso. Ser solidário, atencioso e reconhecer que a pessoa precisa de mais tempo para a execução de certas tarefas tornam o dia a dia mais tranquilo e agradável.

Calma

Manter-se calmo e promover o encorajamento é essencial para garantir um atendimento individualizado e conforme o perfil do paciente. Como característica comum da fase senil, algumas pessoas podem se tornar irritadas com mais facilidade. Por isso, o cuidador precisa ter aptidões que o auxiliem no domínio dessas situações.

Responsabilidade

Para atuar adequadamente nessa área, recomenda-se que o profissional seja maior de 18 anos. Nessa idade, a pessoa já tem mais noções da responsabilidade necessária ao exercício dessa função. E isso pode assegurar ainda maiores possibilidades de um tratamento baseado no carinho e na dedicação, de modo a possibilitar ao idoso um convívio mais harmonioso em seu lar.

Controle emocional

Diante de situações delicadas, o cuidador de idosos precisa ter a capacidade de perceber a melhor solução para o momento. Para tanto, desenvolver o controle emocional é imprescindível para contornar o problema e acalmar o idoso.

Força física

As pessoas mais debilitadas ou acamadas podem necessitar de ajuda para tarefas que exigirão força física de quem cuida. Assim, ter capacidade física e habilidades psicológicas ajudarão no exercício de atividades como banho, troca de fraldas e em outras tarefas que o idoso precisar de auxílio físico.

Como contratar um cuidador de idosos e avaliar o seu perfil?

Para ter mais segurança no processo de contratação, recomendam-se sempre alguns cuidados que merecem atenção e maximizam as chances de acertar nessa escolha. Confira os 5 mais importantes:

1. Verifique a formação do candidato

Para o exercício legal dessa profissão, exige-se um curso especializado na área. Verifique, portanto, se o cuidador estudou em uma instituição credenciada ao Ministério da Educação e Cultura (MEC), se a carga horária é suficiente e se ele passou por estágios, por exemplo.

Além do mais, ter as habilidades descritas acima é essencial para garantir a eficiência na prestação dos serviços. Ter uma expectativa positiva e perceber quais são os cuidados mais importantes deixarão o idoso bem mais tranquilo e seguro.

2. Busque referências

Exigir um currículo do candidato ajuda a conferir as referências e averiguar a experiência dele nos trabalhos anteriores. Se possível, peça o contato de alguma família para a qual ele tenha prestado algum serviço. Isso pode garantir mais segurança na formalização desse contrato.

3. Avalie o equilíbrio emocional

Analisar o equilíbrio emocional e a postura do candidato é fundamental para perceber como ele se comportaria diante de situações que exigem esse tipo de habilidade. Além do mais, esse cuidado relativo às formas de descobrir como contratar um cuidador de idosos de modo seguro é imprescindível.

Isso porque ajuda a diminuir o risco de problemas futuros. Principalmente aquelas questões que mais preocupam os familiares que não têm experiência na contratação desses profissionais.

4. Estabeleça um contrato de direitos e deveres

Tenha uma conversa aberta com o candidato e formalize um contrato, especificando as atividades que lhe serão atribuídas. Dessa forma, os trâmites da contratação serão mais claros para ambas as partes.

Essa profissão está regulamentada sob as normas da Lei Complementar no. 150/2015, cujos direitos e delimitações são as mesmas da PEC das Domésticas, na qual estão formalizadas as garantias estabelecidas pela Consolidação das Leis do Trabalho (CLT).

5. Entre em contato com uma empresa Home Care

Uma das formas mais seguras de contratar esse profissional é procurar uma empresa especializada nesses serviços. Por isso, procure uma que já tenha experiência e que possa, assim, explicar como contratar um cuidador de idosos adequadamente e dentro dos trâmites legais. Além disso, a garantia de acertar na contratação é bem maior, já que a empresa contrata apenas cuidadores de idosos formados no curso e com experiência mínima de 6 meses.

Nesse contexto, essa opção garante a contratação de um profissional com um perfil adequado às necessidades da família. Afinal, saber como contratar um cuidador de idosos pode ser o diferencial que proporcionará o cuidado adequado àqueles que tanto cuidaram de nós.

Agora que você já sabe como contratar um cuidador de idosos, entre em contato conosco e conheça nossas soluções!

Escrito por:

Marcus Vinicius Zorub Montanha – Diretor Técnico

Gostou do Blog? Deixe uma uma resposta

Está de saída?

Assine nossa newsletter
e seja o primeiro a saber
sobre nossos blogs e
outras novidades.
inscrever-se
close-link
WhatsApp Logo