0

A saúde bucal do idoso requer cuidados especiais. Isso porque o avanço da idade pode gerar alguns problemas típicos, como a doença periodontal (que afeta a gengiva e os ossos que dão suporte aos dentes), além de cáries, sensibilidade, halitose e lesões causadas por má adaptação da prótese.

Vale lembrar que, segundo pesquisa do IBGE, até 2.060, um quarto da população brasileira deverá ter mais de 65 anos. Os cuidados com os idosos, portanto, já deixaram de ser um nicho que atende uma pequena parcela da sociedade para ser uma área com crescente importância.

Neste artigo, vamos explicar como evitar esses males e garantir a qualidade da saúde bucal do idoso. Acompanhe!

Higiene bucal

A higiene inadequada é uma das principais causas dos problemas de saúde bucal. Assim como qualquer outra pessoa, o idoso deve manter uma escovação adequada após as refeições e antes de dormir.

Isso vai evitar cáries e problemas com a raiz dos dentes. É importante usar um creme dental que contenha flúor e passar o fio dental regularmente.

Doenças e medicação

Algumas doenças e medicamentos podem causar alterações na saúde bucal. Uma das queixas mais frequentes das pessoas mais idosas é a boca seca, que pode ser um efeito colateral de determinadas medicações. Um dentista pode diagnosticar o problema e receitar métodos ou remédios para deixar a boca mais úmida.

Além disso, doenças como o diabetes, problemas cardíacos e câncer também podem afetar a saúde da boca. Nesses casos, converse com o dentista, informando sobre a existência dessas doenças e quais tratamentos podem ser feitos, de forma que ele saiba o que está causando e quais são as opções para melhorar a condição.

Alimentação

Uma alimentação de má qualidade pode ser uma das causas para um dos problemas mais comuns no campo da saúde bucal: a gengivite. Trata-se de uma inflamação da gengiva causada pela existência de placa, que é uma película de bactérias que se forma nos dentes e na gengiva. Nos seus estágios iniciais, a gengivite pode ser tratada com facilidade.

Vale destacar que, além da má alimentação, outros fatores contribuem para o aparecimento da gengivite, como o fumo, o stress, a própria higiene bucal inadequada, doenças como diabetes, problemas cardiovasculares e alguns medicamentos.

Aqui, recomenda-se, além de conversar com o dentista, procurar um nutricionista que possa prescrever uma dieta mais adequada para o idoso.

Sensibilidade

Com a idade, é comum que haja uma retração gengival, que resulta na exposição de áreas do dente que não estão protegidas pelo esmalte. Quando essas áreas são expostas a alimentos ou bebidas muito quentes ou muito frias, sentimos dor.

Se a sensibilidade for muito grande, recomenda-se o uso de um creme dental apropriado, que minimize os sintomas. Mais uma vez, consulte o dentista para entender qual é o procedimento adequado.

Agora você já sabe quais são os principais problemas que acometem a saúde bucal do idoso e tem informações suficientes para buscar as melhores formas de tratá-los. É importante lembrar que a saúde bucal faz parte da saúde da pessoa como um todo, e alguns problemas odontológicos podem, inclusive, causar outras doenças no paciente.

Gostou do artigo? Dê uma olhada em nossas outras editorias para ver outros conteúdos super interessantes!

Gostou do Blog? Deixe uma uma resposta

Está de saída?

Assine nossa newsletter
e seja o primeiro a saber
sobre nossos blogs e
outras novidades.
inscrever-se
close-link
WhatsApp Logo