6 tecnologias para ajudar idosos dentro e fora de casa!

Compartilhe este Post

Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp

Com o avanço dos aparatos virtuais, a tecnologia para ajudar idosos tem alcançado uma grande variedade de opções, que conseguem romper as diversas dificuldades e barreiras da terceira idade enfrentadas ao longo do dia. Assim, tecnologias como gerenciadores de medicação, sensores de queda, rastreadores com localização GPS, redes sociais e sistemas de segurança instalados pela casa tornaram-se grandes aliados no cuidado integral dos idosos.

Além disso, diversas ferramentas têm sido bastante eficientes também no combate a sintomas gerados pelo isolamento social, que acometem, especialmente, pessoas em idade mais avançada, como Alzheimer e depressão.

Quer saber mais sobre cada uma dessas inovações tecnológicas que podem ajudá-lo a cuidar e garantir bons momentos para aqueles que você mais ama, mesmo não estando perto? Então, continue conosco neste post!

1. Gerenciadores de medicação

Os cuidados com a medicação correta dos idosos, no horário adequado, podem ser uma preocupação constante de toda a família. No entanto, por meio da tecnologia, tais tarefas ficaram mais fáceis de serem administradas, sem receios de esquecimento.

Atualmente, há uma quantidade significativa de aplicativos disponíveis para Android e iOS, com funcionalidades valiosas. Mediante configuração prévia, eles alertam quando a administração dos medicamentos deve ser realizada. Os apps Dr. Cuco e Caixa de Remédios são os favoritos.

Outro excelente exemplo é o aplicativo Hora do Medicamento, que também tem a versão paga, livre de anúncios e de limitações na quantidade de medicamentos que podem ser cadastrados. Entre as vantagens, este app possibilita o ajuste de lembretes com o toque musical preferido do idoso.

2. Robôs acompanhantes

O uso de robôs no cuidado diário tornou-se uma realidade em muitos países, como no Japão e Cingapura. Cada vez mais, as pesquisas e investimentos em projetos da robótica aprimoram máquinas que consigam auxiliar efetivamente os idosos em suas rotinas.

Nesse sentido, gatos e bonecas robôs com inteligência artificial já estão disponíveis para a venda. Os pequenos acompanhantes facilitam bastante a vida, em especial, daqueles que sofrem com a solidão. Por isso, fabricantes garantem a eficácia dos produtos.

Outra variedade é o Miro, desenvolvido pela Sony. O cachorro robô realiza o gerenciamento dos medicamentos, interage com os idosos e até mesmo verifica os sinais vitais da pessoa. Caso alguma irregularidade seja constatada, os cuidadores são informados em pouco tempo pelo robô.

3. Sites e apps para interação social

As redes sociais são utilizadas por toda a população brasileira e promovem o contato entre amigos e familiares. Por que seria diferente para os idosos, certo? Da mesma forma, o uso desses meios virtuais de relacionamento permite a interação entre eles, mesmo com as dificuldades acentuadas de locomoção.

Consequentemente, a tecnologia reduz muito as chances de acometimento de sintomas provocados pelo isolamento social, como depressão e ansiedade. Há casos em que os sintomas conseguem até mesmo ser tratados, em razão dos ganhos sociais diretamente benéficos à saúde.

A idade nada impede no aprendizado e manuseio pelos idosos. Basta paciência e dedicação para que grandes vantagens sejam obtidas em pouco tempo. No entanto, é importante que seja feita a escolha dos modelos de celular mais adequados.

4. Localização por GPS

Eventualmente, os idosos com problemas de memória podem ter dificuldades em encontrar o caminho de volta para casa. Por essa razão, além dos cuidados básicos com pessoas acometidas por Alzheimer, os localizadores GPS inseridos nas vestimentas dos idosos tranquilizam bastante seus cuidadores.

A empresa japonesa Wish Hills é uma das pioneiras do produto. Com a criação de sapatos com dispositivos de localizaçãoé possível o rastreamento atualizado de todo o trajeto, facilitando a busca do idoso, em qualquer lugar que esteja, caso seja necessário.

Por questões de segurança, os dados só podem ser acessados pelo aplicativo, que é instalado no computador ou smartphone do cuidador, mediante senhas. A medida impede que a localização do idoso seja utilizada indiscriminadamente por terceiros.

5. Sistemas de segurança

Combinado às dicas para prevenir acidentes domésticos, a segurança dos idosos ganha mais um aliado: o Sistema de Resposta de Emergência Pessoal. Composta por sensores conectados à linha telefônica, a tecnologia informa rapidamente aos responsáveis a ocorrência de acidentes.

Dessa forma, toda a casa pode ser adaptada com sistemas programados para manter a avaliação constante da vida diária do idoso. Com isso, posturas irregulares, movimentos bruscos e quedas são devidamente registrados, e providências podem ser tomadas em pouquíssimo tempo.

Os sistemas já estão disponíveis no Brasil e seus preços variam, em média, de R$ 140,00 a R$ 420,00. Quanto mais completo o pacote adquirido, mais caros tendem a ser os produtos, que, normalmente, são conjugados com serviços de encaminhamento para emergência.

6. Aplicativos de jogos virtuais

Os aplicativos para entretenimento representam infinitas opções gratuitas, que garantem a diversão completa dos idosos. Os apps disponibilizam jogos de memória, baralhos, labirintos e muitos outros.

Além disso, os games desempenham um papel crucial no exercício cognitivo dos usuários, em razão do elevado nível de concentração e raciocínio lógico exigido durante toda a interação. Por isso, os jogos também estão dentre as formas lúdicas de cuidado com a saúde mental do idoso.

Nesse sentido, cientistas londrinos constataram que a jogabilidade pode influenciar positivamente o combate e tratamento das causas dos diferentes tipos de demência. As pesquisas são baseadas nas respostas sensoriais dos idosos obtidas durante a interação com o jogo Sea Quest Hero, lançado em 2016.

Portanto, um dos grandes aliados na atualidade é a tecnologia para ajudar idosos nas suas atividades diárias. Sem dúvida, a variedade de ferramentas digitais disponíveis facilita a tomada de todos os cuidados necessários dos entes queridos.

Os gerenciadores de medicação, os robôs acompanhantes e os sistemas de segurança, por exemplo, tranquilizam idosos e cuidadores, porque facilitam a administração dos medicamentos, garantem interações efetivas e aceleram o tempo de resposta emergencial em casos de acidentes, respectivamente.

As redes sociais também revelam sua importância na vida dos idosos, visto que impedem o isolamento, refletindo positivamente na saúde mental. Os jogos virtuais são igualmente relevantes, uma vez que fomentam o processo cognitivo e o bom humor daqueles que mais precisam.

Gostou deste artigo sobre tecnologia para ajudar idosos? Então, não esqueça de compartilhá-lo em suas redes sociais para que seus amigos também conheçam esses aparatos!

Escrito por:

Marcus Vinicius Zorub Montanha – Diretor Técnico

Conte-nos o que achou

Descubra muito mais

Nossa equipe de especialistas em cuidados com idosos prepararam posts com orientações, informações e curiosidades sobre diversos assuntos.

Ligue já e solicite seu orçamento

Temos certeza que podemos lhe ajudar, por gentileza entre em contato.

Possuimos uma ampla experiência com cuidadores de idosos em domicílio. Focada no gerenciamento de profissionais cuidadores e na saúde da pessoa assistida, nos tornamos referência no que fazemos.

Copyright ©2021 – GUARDIOES DE VIDAS ASSITENCIA A SAUDE LTDA – CNPJ: 01.866.035/0001-70
Todos os direitos reservados | Desenvolvido por Denis Almeida