0

A tontura é uma das queixas mais comuns entre os idosos, e existem diversos motivos para isso. Além de causar mal-estar na pessoa, a tontura aumenta exponencialmente o risco de queda, o que, como sabemos, pode causar problemas graves nas pessoas mais velhas.

Por isso, é preciso estar atento aos sinais, descobrir os motivos que causam a tontura no idoso e tratar as causas. Isso vai, inclusive, ajudar a compreender se o caso é de urgência.

Neste artigo, vamos apresentar algumas das principais causas de tontura em idosos, como forma de ajudar você a identificar o problema e encaminhar o indivíduo aos cuidados do profissional correto. Acompanhe!

Problemas do sistema vestibular

O aparelho vestibular é o conjunto de órgãos do ouvido interno, que é responsável por detectar os movimentos do corpo. Por isso, contribui para a manutenção do equilíbrio.

Algumas doenças estão associadas a alterações do sistema vestibular, como a vertigem posicional paroxística benigna, que provoca uma tontura de caráter giratório, conforme a mudança de posição da cabeça.

Outro problema relacionado é a Doença de Menière, que causa crises de vertigem recorrentes, além da perda de audição. Já a neurite vestibular provoca um único episódio vertiginoso repentino e intenso.

Existem diversos outros problemas relacionados ao aparelho vestibular. Por isso, é preciso fazer uma investigação clínica com um otorrino para obter um diagnóstico correto.

Doenças psiquiátricas

Ataques de pânico, crises de ansiedade ou de depressão também podem causar tontura e vertigem. Muitas vezes, a pessoa não sabe que está tendo um ataque de pânico ou uma crise de ansiedade e vai parar no hospital com dores no peito, taquicardia e vertigem, sintomas que se assemelham aos de um infarto.

Nesses casos, é recomendado procurar um psiquiatra e complementar o tratamento com um psicólogo, especialmente se as crises forem recorrentes.

Doenças cardiovasculares

Algumas doenças cardiovasculares também causam tontura nos pacientes. Por exemplo, o principal sintoma de um infarto agudo do miocárdio é uma dor no peito forte, mas existem outros sintomas associados, como tontura, náusea, falta de ar e suor frio.

Além disso, pacientes portadores de diabete mellitus costumam não apresentar dor e, por isso, muitas vezes não percebem que estão tendo um infarto. Nesses casos, os principais sintomas são mal-estar, suor frio, tonturas e até mesmo desmaios.

Por isso, é preciso ter muita atenção e procurar atendimento médico o mais rápido possível nesses casos.

Doenças neurológicas

Doenças neurológicas também afetam o equilíbrio. É o caso, por exemplo, da Doença de Parkinson e da esclerose múltipla. Assim, os portadores dessas doenças devem relatar a condição ao seu médico caso sintam tontura frequente, para que ele possa ajustar a medicação e melhorar a qualidade de vida do paciente.

A principal forma de combater a tontura no idoso é identificar a causa e tratar a doença de base. Deve-se consultar um geriatra para cuidar da saúde como um todo e impedir que a interação de diferentes medicamentos tenha efeitos colaterais indesejados.

Agora você já sabe quais são as principais causas de tontura em idosos. Lembre-se de que é importante sempre estar atento ao que está acontecendo com esse indivíduo e procurar uma ajuda especializada que possa fazer o diagnóstico correto.

Quer saber mais sobre o assunto? Veja também por que é importante fazer o check up na terceira idade.

Gostou do Blog? Deixe uma uma resposta

Está de saída?

Assine nossa newsletter
e seja o primeiro a saber
sobre nossos blogs e
outras novidades.
inscrever-se
close-link
WhatsApp Logo